14 de agosto de 2008

Na natureza selvagem.

Eu já havia lido a sinopse do filme na prateleira da locadora e pela imagem da capa havia interpretado que tratava-se de um bom filme. Depois, o Gustavo Coffy pelo MSN deu a dica e comentou sobre o filme, e por fim a Beta Freitas não parava de falar no filme. Até aqui, já eram grandes os argumentos para não deixar de ver o filme. A história do filme é inspirada na vida de Christopher McCandless, baseada no livro de Jon Krakauer. No início da década de 90, um jovem recém-formado decide viajar sem rumo pelos Estados Unidos em busca da liberdade. Durante sua jornada pela Dakota do Sul, Arizona e Califórnia ele conhece pessoas que mudam sua vida, assim como sua presença também modifica as delas. Até que, após dois anos na estrada, Christopher decide fazer a maior das viagens e partir rumo ao Alasca. Como a história é super atual, muitos jovens se identificam com a atitude e coragem de Christopher em buscar experiência de vida. Mas, há uma dose de inconsequência e imaturidade. E por isso, seja pela coragem ou falta dela cada um identifica sua mediocridade e ânsia de aventura recolhida. Um filme grandioso. Imperdível!

(...)“Tive uma vida feliz, e agradeço ao Senhor. Adeus e que Deus vos abençoe a todos”. Christopher McCandless.

2 comentários:

Nathalie Hornhardt disse...

Oi Fernando!

obrigada pela dica!
Tem umas fotos muito boas nesse flicker...
Pela sua descrição, vc também gostou do filme!
Mas... Ouvi bastante gente que não gostou do filme justamente pela chamada "imaturidade" de Christopher.... Não compartilho da mesma opinião.
Como vc disse, o filme é grandioso!

Blog do Fer disse...

Eu gostei do filme, belíssimo! Atire a primeira pedra quem nunca cometeu uma infantilidade ou imaturidade nas circunstâncias da vida. Compartilhar que ele foi no mínimo inexperiente ou imaturo, é estar colocando suas fraquezas ou falta de coragem, ou seja, estar argumentando consigo mesmo sua futilidade ou entusiasmo para se aventurar.